[Estudo] O jejum prolongado promove a regeneração do sistema imunológico danificado a partir de células-tronco

Um estudo envolvendo células-tronco mostra que os ciclos de jejum prolongado não só protegem contra danos nas defesas do organismo – um efeito colateral importante da quimioterapia – mas também induzem a regeneração do sistema imunológico, fazendo com que as células-tronco mudem de um estado dormente para um estado de auto-renovação.

Em ensaios clínicos em ratos e também em humanos (Fase 1), envolvendo pacientes submetidos a quimioterapia, longos períodos de jejum diminuíram significativamente a contagem de células brancas do sangue (glóbulos brancos). Em ratinhos, os ciclos de jejum despoletaram um processo de regeneração, alterando as vias de sinalização das células estaminais hematopoiéticas, que são responsáveis pela geração de “sangue novo” e sistema imunológico.

O estudo tem importantes implicações para o envelhecimento saudável, em que o declínio do sistema imunológico contribui para o aumento da susceptibilidade às doenças com o passar dos anos. Ao realçar que ciclos de jejum prolongados – períodos sem comer de dois a quatro dias de cada vez ao longo de seis meses – matam células velhas e danificadas do sistema imunológico e geram novas, a pesquisa também tem implicações na tolerância à quimioterapia e em pessoas com várias anomalias do sistema imunitário, incluindo doenças auto-imunes.

“Nós não poderíamos prever que o jejum prolongado teria um efeito tão notável na promoção da regeneração das células-tronco do sistema hematopoiético”, disse Valter Longo, professor de Gerontologia e Ciências Biológicas na USC Davis School of Gerontology e diretor do USC Longevity Institute.

estudo sobre jejum prolongado

Valter Longo, Ph.D.

“Quando você passa fome, o organismo tenta economizar energia, e uma das coisas que pode fazer para economizar energia é reciclar muitas das células do sistema imunológico que não são necessárias, especialmente aquelas que podem estar danificadas”, disse Longo. “O que começamos a perceber tanto no nosso trabalho com animais como com humanos é que a contagem de glóbulos brancos cai com o jejum prolongado. Depois, quando você começa a comer novamente, as células do sangue voltam a aumentar. Então começamos a pensar, bem, como é que isso acontece?”

 

Ciclos de Jejum Prolongado

O jejum prolongado força o corpo a usar as reservas de glicose, gordura e cetonas, mas também quebra uma porção significativa de células brancas do sangue. Longo compara este efeito com o jogar fora o excesso de carga de um avião.

Durante cada ciclo de jejum, esta diminuição de células brancas do sangue induz alterações que provocam a regeneração de novas células do sistema imunitário a partir de células-tronco. Em particular, o jejum prolongado reduziu a proteína quinase A (enzima PKA), um efeito descoberto anteriormente pela equipe de Longo para estender a longevidade em organismos simples e que tem sido associada em outras pesquisas com a regulação da auto-renovação das células-tronco e a pluripotência – ou seja, o potencial que a célula tem para se transformar em diferentes tipos de células. O jejum prolongado também reduziu os níveis de IGF-1, uma hormona do crescimento, que Longo e outros investigados já relacionaram com o envelhecimento, a progressão de tumores e o risco de câncer.

“PKA é o gene-chave que precisa ser desligado para que as células-tronco mudem para o modo regenerativo. Ele dá o OK para que as células-tronco vão em frente e comecem a proliferar para reconstruir todo o sistema”, explica Longo, observando o potencial de aplicações clínicas que imitam os efeitos do jejum prolongado para rejuvenescer o sistema imunológico. “E a boa notícia é que o corpo se livrou das partes do sistema que possam estar danificadas ou velhas – as partes ineficientes – durante o jejum. Agora, se você começar com um sistema fortemente danificado pela quimioterapia ou envelhecimento, os ciclos de jejum podem gerar, literalmente, um novo sistema imunológico.”

O jejum prolongado também protegeu contra a toxicidade em um ensaio clínico piloto em que um pequeno grupo de pacientes jejuou por um período de 72 horas antes da quimioterapia.

“Embora a quimioterapia salve vidas, ela provoca danos colaterais significativos no sistema imunitário. Os resultados deste estudo sugerem que o jejum pode mitigar alguns dos efeitos nocivos da quimioterapia”, disse a co-autora do estudo Tanya Dorff, professora assistente de medicina clínica no USC Norris Comprehensive Cancer Center and Hospital. “São necessários mais estudos clínicos, e tal intervenção dietética deve ser realizada apenas sob a orientação de um médico.”

“Estamos investigando a possibilidade de que esses efeitos são aplicáveis ​​a muitos órgãos e sistemas diferentes, e não apenas ao sistema imunológico”, disse Longo, cujo laboratório está no processo de realização de mais pesquisas sobre intervenções dietéticas controladas e regeneração celular tanto em animais como em estudos clínicos.

FONTE: https://news.usc.edu/63669/fasting-triggers-stem-cell-regeneration-of-damaged-old-immune-system/

Para receber GRATUITAMENTE a "Tabela de pH dos Alimentos" coloque seu Nome e Email abaixo e clique no botão "Quero Receber":

Author: Carlos Pereira

Share This Post On

5 Comments

  1. Muito interessante. Esses ciclos de jejum prolongados, de dois a 4 dias, ao longo de seis meses, como devem ser feitos mais especificamente?

    Post a Reply
  2. Sofro muito com a FIBROMIALGIA e suspeito de outras doenças relacionadas. Podeira eu aplicar o jejum de 72h pra avaliar resultados???

    Post a Reply
  3. Adorei saber disso! Como funciona essa dieta?

    Post a Reply
  4. Olá,
    o objetivo desse artigo é somente revelar os resultados do referido estudo.

    Se você pretende iniciar algum tipo de jejum você deve consultar um médico primeiro para se aconselhar e para ter o devido acompanhamento.

    Abraços.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tabela de alimentos ricos em vitamina C - Saiba quais são as frutas e vegetais com mais alto teor deste micronutriente essencial - Dieta Alcalina Blog - […] A vitamina C é importante para o crescimento e reparação de ossos, dentes, pele e outros tecidos. A vitamina…

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

OFERTA

OFERTA

 

Para receber GRATUITAMENTE a "Tabela de pH dos Alimentos" insira o seu melhor EMAIL abaixo e clique no botão "Quero Receber"

Email
E-mail Marketing por TrafficWave.net

Sucesso! Agora verifique seu email!